Medicina e Saúde

Ansiedade, o transtorno mais presente durante a pandemia de Covid-19

O fenômeno é muito mais comum do que o termo parece sugerir: são muitas as pessoas que desenvolveram sintomas de ansiedade em meio à pandemia

Já conhecida como o mal do século e com sintomas físicos como coração acelerado, falta de ar e dor no peito, a ansiedade está atingindo os mais jovens durante esta quarentena, adotada em todo o país no combate ao coronavírus.

A ansiedade se manifesta de várias formas. A extrema aflição, medo e preocupação são os principais. É a forma como o corpo e a mente respondem a uma situação considerada intimidadora, situações traumáticas ou estressantes. Nesse momento a pandemia, o isolamento social, o medo de contaminação e as incertezas econômicas se tornaram fortes gatilhos.

Jovens entre 20 e 25 anos estão entre os mais suscetíveis às crises de ansiedade. Um estudo realizado pelo IBOPE revelou que 50% das mulheres disseram que já apresentavam quadros de ansiedade, mas com o isolamento social os sintomas pioraram. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas do mundo, quadro que só piorou desde o início da pandemia.

O Dr. Keiton Lima, hipnoterapeuta especialista no tratamento da ansiedade sugere duas dicas para os quadros de ansiedade:

“Nem sempre é possível pedir para um ansioso meditar, por isso, uma dica que eu costumo dar para os meus pacientes e que incluo no processo terapêutico é fazer exercícios ao ar livre, caminhar em parques ou praias, dependendo da cidade onde ele more. Essa atividade física não é voltada para aquisição de desempenho, mas sim para o paciente se conectar consigo mesmo e com o momento presente. Outra dica, é o exercício de contemplação da natureza, pode ser durante a atividade física ou reservando um tempo especifico para isso.”

Ainda não conhecemos o desfecho da batalha contra a Covid-19, mas é incontestável que a saúde mental tenha entrado no radar de nossas prioridades. É preciso avançar rapidamente neste campo, seja por via pública ou pela transformação dos costumes e práticas. A terapia é um passo fundamental para tratar o transtorno. Além disso, técnicas como a hipnoterapia podem acelerar o processo de cura nestes casos.

Fontes:

https://jornal.usp.br/atualidades/brasil-e-o-pais-mais-ansioso-do-mundo/

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/12/06/pesquisa-pandemia-dobra-casos-de-ansiedade-em-mulheres-em-varios-estados.htm#:~:text=Pandemia%20faz%20dobrar%20casos%20de%20ansiedade%20em%20mulheres%2C%20revela%20pesquisa,-Imagem%3A%20iStock&text=Um%20levantamento%20online%20realizado%20pelo,%25%20e%2029%25%2C%20respectivamente.

https://www.bbc.com/portuguese/geral-56726583

 

 

 

Comentários